De onde vem a prática vegana?

Conheça um pouco mais sobre a origem da alimentação vegana e suas principais vantagens para a saúde

Diariamente somos bombardeados com diversas informações a respeito dos cuidados que devemos ter com a nossa alimentação. Para evitar os problemas de saúde provocados por uma alimentação inadequada, milhares de pessoas se tornaram adeptas ao veganismo.


O que é veganismo?


Na dieta vegana não é consumido nada que seja de origem animal como carnes, laticínios, ovos e até mel. Além disso, os veganos não usam nenhuma roupa cuja matéria-prima seja de origem animal, como o couro, por exemplo.


A alimentação vegana está conquistando um número maior de adeptos em todo o mundo, por ser uma dieta extremamente saudável e sem nenhum tipo de gordura animal, que faz mal para nossa saúde.


Como surgiu a dieta vegana?


Por volta de 1944, foi criada a Sociedade Vegana foi criada pelo britânico Donald Watson e, desde então, transformou-se em um movimento político, ético e de estilo de vida. Mas em 1949, Leslie J. Cross,  acreditava que toda a sociedade precisava dar atenção especial para os direitos dos animais.


Por isso, na dieta vegana, foi proposto o fim do uso de animais para alimentação humana,  produção de mercadorias, trabalho ou caça. Ou seja, o princípio da prática vegana é não ter nenhuma relação com nada que seja de origem animal. O veganismo acabou tendo uma boa reputação dentro da sociedade que preza por boa saúde e está cada vez mais popular.


O veganismo não se restringe somente aos vegetais


Muita gente acredita que as pessoas que adotaram a prática vegana tem uma alimentação somente baseada nos vegetais, o que não é verdade. Pode até não parecer, mas o veganismo oferece diversas opções saudáveis, baratas e, principalmente, saborosas em seu cardápio.


Se você está pensando que um prato assado no veganismo é impossível, está completamente enganado. Existem alimentos de origem vegetal que podem substituir os ovos, a carne, a manteiga e até o leite, além de serem muito mais nutritivos para o organismo. O assado vegano, além de ser uma delícia, é liberado para pessoas que têm intolerância à lactose ou alergia ao ovo, por exemplo.


Sua saúde agradece


Segundo uma recente pesquisa norte americana, cerca de 90% dos adeptos ao veganismo estão dentro do peso ideal, não têm pressão alta, diabetes e elevados índices de colesterol. Além disso, eles apresentaram bem menos chances de ter câncer de intestino, câncer de próstata, doenças do coração e renais. Mais saúde, disposição e bem-estar no dia a dia!


Não é a toa que, cada vez mais, o veganismo está trazendo mais e mais pessoas para seu seleto grupo.