Hormônios T3 e T4: conheça os hormônios da tireoide


A glândula tireoide, além de ser um elemento essencial para o sistema endócrino, também é responsável por liberar os hormônios triiodotironina (T3) e tiroxina (T4).


Esses hormônios desempenham um importante papel no organismo humano, desde a regulação do peso, temperatura interna, pele, cabelo, crescimento das unhas, até os níveis de energia de cada indivíduo.


Tais hormônios são produzidos pela glândula tireóide, localizada na parte frontal do pescoço.

Ao longo deste artigo, você conhecerá os hormônios T3 e T4, para que servem e como são produzidos. Continue a leitura.


Afinal, o que são os hormônios T3 e T4?


Como você pode compreender na introdução deste artigo, os hormônios T3 e T4 são produzidos pela glândula da tireoide e são responsáveis por desempenhar funções essenciais para o bem-estar e vitalidade do ser humano.


De acordo com a ciência, os hormônios tireoidianos são elementos cruciais para o desenvolvimento e a homeostase do organismo. Sem a liberação da tireotropina, pelo hipotálamo, a glândula pituitária não é acionada para produzir o hormônio estimulador da tireoide (TSH) que, consequentemente, auxilia a glândula tireoide na liberação de T3 e T4. Sem TSH, o sistema entraria em colapso, iniciando o processo de falha.


Nesse sentido, elucidar a importância que a única fonte de hormônios da tireoide no corpo possui, é essencial para que retome-se o equilíbrio hormonal, com o intuito de recuperar a qualidade de vida.


Quando as funções desenvolvidas pela tireoide sofrem com declínio na produção hormonal, o ser humano sofre com o hipotireoidismo, cujo principais sintomas são o cansaço excessivo, a diminuição dos batimentos cardíacos, o ganho de peso, além da queda de cabelo e pele ressecada.


Quando não tratado, o hipotireoidismo congênito pode acarretar consequências extremamente nocivas para o sistema neurológico, afetando funções cerebrais e até mesmo o crescimento de um indivíduo.

Considerando esse contexto, compreender a função dos hormônio da tireoide é importante para que seja prevenido esse tipo de situação.


O que é T4?


O T4 é a tiroxina, um hormônio produzido pela glândula tireoide e regulado pelo hipotálamo e hipófise, que sinalizam a sua liberação. É o hormônio responsável pelo metabolismo, humor e temperatura corporal, entre outras coisas.


O que é T3?


É um segundo hormônio da tireoide também produzido por sua glândula, além de outros tecidos através da desiodação do T4 (conversão enzimática). Através desse hormônio é possível manter o controle muscular, função e desenvolvimento do cérebro, coração e funções digestivas. Além disso, ele desempenha um papel na taxa metabólica do corpo e na manutenção da saúde óssea.


Considerando este contexto, níveis desregulados dos hormônios T3 e T4 liberam níveis maiores ou menores de TSH, promovendo alterações no sistema e consequências nocivas à saúde do ser humano.


Desequilíbrio nos níveis de hormônio T3 e T4: o que acontece?


Como todos os sistemas em nosso corpo, o desequilíbrio na produção hormonal pode afetar drasticamente a saúde e qualidade de vida dos indivíduos.

Por conta disso, manter os níveis de hormônio T3 e T4 equilibrados pode ser a chave para a prevenção de diversas patologias.


Quando os níveis de T3 ou T4 estão mais elevados do que o necessário, o indivíduo pode experimentar sintomas como ansiedade, irritabilidade, hiperatividade, dificuldades cognitivas, além de efeitos como queda de cabelo, tremores e sudorese.

Em outro contexto, mas tão nocivo quanto, níveis reduzidos dos hormônios da tireoide podem provocar ganho de peso, problemas de memória, fadiga, letargia, confusão mental, prisão de ventre e ressecamento da pele.


Segundo um estudo, o sistema endócrino e determinados órgãos endócrinos, como a tireoide, passam por mudanças funcionais importantes ao longo da vida.

O grande problema de tais alterações encontra-se na carência de diagnósticos focados na saúde da glândula da tireoide, enquanto que tais alterações morfológicas e fisiológicas são associadas ao processo de envelhecimento.


De acordo com os pesquisadores, o hipotireoidismo subclínico e o hipertireoidismo, assim como as neoplasias da tireoide, necessitam de atenção especial para que retornem ao equilíbrio desejado, contribuindo para o aumento da expectativa de vida.


Mesmo que o processo de envelhecimento afeta fortemente não somente o sistema endócrino, mas todo o organismo humano, torna-se ainda mais pertinente a importância de ampliar conhecimentos em hormonologia, a fim de promover qualidade de vida e uma longevidade mais saudável.