Pré-diabetes: Fique atento aos sinais e mantenha a qualidade de vida

Doença crônica pode ser evitada quando descoberta em estágio inicial



O dia a dia acelerado, quase sempre, faz com que a gente não seja capaz de prestar a devida atenção a nossa saúde, não é mesmo?


Algo tão importante para que possamos aproveitar bem nossos dias e que - muitas vezes - acaba ganhando destaque só quando começa a sair do controle.


Assim, integrando esse cenário de condições de saúde que precisam ser verificadas periodicamente, a pré-diabetes (momento no qual o corpo começa a dar sinais de que os níveis de açúcar e de insulina estão começando a ficar elevados) é um ponto importante a ser examinado, para evitar que ela evolua para o quadro de diabetes.


Como saber se estou no estágio de pré-diabetes?


Basicamente, a pré-diabetes não apresenta sintomas, por isso, para evitar a evolução do quadro, é importante a realização de exames de sangue periódicos, principalmente em caso de familiares que já apresentem a doença.


Em todo caso, quadros como ganho de peso repentino, queda de cabelo, pele ressecada e fadiga extrema, merecem atenção.


Como funciona o diagnóstico de pré-diabetes


A única maneira de confirmar o diagnóstico de pré-diabetes é por meio de exames de sangue. Os índices verificados são de glicemia - considerado normal, em jejum, até 99 mg/dl - que a partir de 100 e 125 já indica o quadro de pré-diabetes e o de hemoglobina glicada, que entre 5,7% e 6,4% já indica o quadro da doença.


Mudanças no dia a dia são essenciais para tratar a pré-diabetes


O tratamento consiste, em grande parte das vezes, na necessidade de adotar novos hábitos. Apostar em uma alimentação balanceada, com redução calórica, de gorduras e de carboidratos, é essencial.


O início da prática de atividades físicas também é algo importante para evitar o avanço do quadro. Porém, em alguns casos, o profissional responsável pelo diagnóstico e tratamento (conjuntamente com as mudanças do estilo de vida) também pode optar pelo uso de medicamentos.


Dicas para tratar o quadro de pré-diabetes


É importante lembrar que após o diagnóstico de pré-diabetes, alimentar-se de forma saudável é uma das principais maneiras de manter o corpo funcionando em sua melhor forma. 


Assim, apostar em receitas com folhas escuras, alimentos integrais, chá de canela e alimentos ricos em proteínas é sempre uma boa ideia para caminhar em direção a uma recuperação dos índices glicêmicos.


E claro, em conjunto com a atenção constante com a saúde, também é importante contar com uma assistência que possa auxiliar em todas as fases da vida.