Sono e saúde: Sono é qualidade de vida

Uma noite mal dormida significa redução do desempenho, agressão ao metabolismo, desmotivação, irritação e aumento do risco de acidentes.


Por que é importante dormir bem?

Noites mal dormidas não estão relacionadas somente à insônia. Às vezes, a sonolência pode ser intensa em algumas horas do dia e isso também indica que algo está errado. Há pessoas que, apesar de dormirem muito, dormem mal.


Geralmente, muitos acreditam que é só resolver uma situação pontual para voltar a dormir bem, e com isso se automedicam, o que só agrava o problema.

Além disso, é importante se atentar para a importância do sonho, que ocorre na fase mais profunda do sono.


Quem não sonha em longo prazo tem lapsos de memória importantes. Aí fica um alerta. Hoje, com o avanço da medicina, é possível diagnosticar alterações do sono, tratá-las e até preveni-las.

O segredo é não esperar o problema avançar.

Em mais de 100 mil avaliações realizadas pela Med-Rio Check-up, constatou-se que 25% das pessoas examinadas convivem com insônia.

O sono e o aumento da produtividade


A primeira atitude a tomar, e a mais difícil, alertam especialistas em sono, é aceitar e reconhecer que você não dorme bem. Não adianta apresentar as tradicionais justificativas de ordem profissional, econômica e pessoal.

É preciso assumir quando o sono não está bom e enfrentar essa questão. Noites mal dormidas, ao longo do tempo, alteram o metabolismo. O cortisol, gerado pelo sono ruim, aumenta o ganho de peso corporal, eleva a pressão arterial e aumenta a glicose circulante.

Sintomas de problemas no sono:

Mais cansaço que o normal, irritação excessiva, necessidade de trabalhar mais para apresentar igual desempenho. Em longo prazo, as consequências são graves: estresse, ansiedade e implicações gerais que podem levar a um quadro de problemas cardiovasculares.

As pessoas precisam aprender a se desligarem em alguns momentos do dia e nos fins de semana, e antes de tudo, se permitirem dormir.


Uma dica para ajudar a dormir melhor?

Pratique atividades físicas com regularidade.

O mundo corporativo assimilou a importância da realização periódica de check-ups médicos e gestão do estresse. Noites de insônia ou sono interrompido – uma realidade para muitos executivos pressionados por cobrança de resultados e pelo clima de competitividade – também têm que ser combatidos.

Cada pessoa tem um ritmo biológico diferente.

A média ideal de sono é entre 6 e 9 horas diárias


Para saber qual é a quantidade de sono é ideal para você, basta prestar atenção se você acorda bem, rende o dia todo e produz de forma adequada com a quantidade de horas que tem dormido.Claro que existem outras variáveis, mas preste atenção a esses detalhes.

Quanto mais alto o cargo, maior o risco

De acordo com uma pesquisa da Med-Rio Check-up, executivos que ocupam cargos mais altos são acometidos por um estresse insuportável. O profissional assume um cargo de muita responsabilidade com grande ânimo e motivação. Ao longo do tempo, porém, o organismo começa a reclamar. Sente-se cansado, não consegue relaxar e, para ajudar, não tira férias.

O sono reparador torna-se raro. Não há outra solução a não ser reconhecer que o sono é de má qualidade.

O travesseiro é o melhor termômetro!

Melhorando a qualidade do seu sono:

  • Estabeleça um horário para deitar e acordar;

  • Se for fumante, pare de fumar 2 horas antes de se deitar;

  • Faça sua última refeição pelo menos 3 horas antes de dormir;

  • Pratique uma atividade física regular, por cerca de 30 minutos, todos os dias, pela manhã ou no final da tarde;

  • Evite a automedicação;

  • Sexo: o homem que dorme mal tem risco três vezes maior de apresentar disfunção erétil. Ele tem desejo, mas não tem a função erétil adequada. A privação de sono reduz a testosterona, o hormônio sexual masculino. Para ter uma vida sexual normal é fundamental ter boas noites de sono e praticar atividade física;

  • Para o casal: tente resolver os conflitos antes de se deitar, porque eles podem perturbar o sono, dando continuidade às brigas. Também o que se recomenda são dois colchões juntos, para um não atrapalhar o sono do outro;

  • Tome um banho morno antes de dormir para diminuir a temperatura do corpo e facilitar o sono.