top of page

Canabinoides promissores no tratamento do sobrepeso e da obesidade

Sabemos que a obesidade é uma condição clínica das mais preocupantes. As taxas de sobrepeso e obesidade continuam a crescer em adultos e crianças. De 1975 a 2016, a prevalência de crianças e adolescentes com sobrepeso ou obesidade de 5 a 19 anos aumentou mais de quatro vezes, passando de 4% para 18% globalmente segundo o World Health Organization – https://www.who.int/health-topics/obesity#tab=tab_1.A Classificação Internacional de Doenças (CID-11) define a obesidade como “uma doença crônica complexa multifatorial definida pela adiposidade excessiva que pode prejudicar a saúde”.


Quando a obesidade se instala, uma quantidade excessiva de triacilgliceróis que chega com a dieta provoca aumento do volume de cada adipócito (célula de gordura) e subsequente acúmulo de lipídios em cintura e quadril, além de órgãos importantes (fígado e músculo cardíaco, por exemplo) criando uma condição inflamatória crônica. Além disso, associados à obesidade, podem estar a ansiedade, a compulsividade para alimentos, o sono não reparador e outras situações clínicas que detonam a qualidade de vida como a hipertensão, o diabetes, o colesterol e os triglicérides altos, podendo levar o organismo ao comprometimento das funções cardíaca e vascular.


Você já se perguntou por que vemos um crescente número de crianças, jovens e adultos nas condições de sobrepeso e obesidade ano a ano? O que dizer dos tratamentos, será que não são suficientes?


A resposta está na influência ambiental obesogênica (escolhas ruins quanto ao tipo de alimento, inatividade física, desbalanço entre consumo e gasto energéticos), fatores psicosociais e a genética (predisposição familiar ou determinação individual). Por isso, novas opções terapêuticas são constantemente buscadas para a prevenção, tratamento e alívio dos sintomas das doenças relacionadas à obesidade ou à ela propriamente dita.


Atualmente, muita atenção é dada aos derivados medicinais da Cannabis – fitocanabinóides, que interagem com os constituintes do sistema endocanabinóide (SEC). O Δ9-tetrahidrocanabinol (Δ9-THC) e o canabidiol (CBD) são os compostos mais abundantes das plantas de Cannabis e sua aplicação terapêutica tem sido sugerida. O CBD é considerado um potencial agente terapêutico devido às suas propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, neuroprotetoras, ansiolíticas, restabelecedoras do metabolismo e potenciais anti-obesidade.


Consulte o seu médico de confiança para conhecer mais essa possibilidade terapêutica.

bottom of page