top of page

Dieta para hipertensão: alimentos que você deve consumir ou evitar


A hipertensão arterial sistêmica (HAS), conhecida popularmente como pressão alta, é bastante comum entre os brasileiros. Quando recebemos o diagnóstico de uma doença, procuramos amenizá-la de muitas formas. A dieta, junto ao remédio, faz parte do tratamento da HAS. Mas você sabe quais são os alimentos que hipertensos não podem comer?

A pressão alta chega a atingir cerca de 25% da população brasileira. Isso se deve, muitas vezes, ao fato de que a patologia é silenciosa, ou seja, geralmente, não tem sinais ou sintomas na pessoa afetada.

O único achado ocorre no exame físico, quando um enfermeiro ou médico afere a pressão arterial com a técnica adequada. Valores acima de 140×90 mmHg, medidos em duas ocasiões diferentes, configuram a hipertensão. Em grande parte dos casos, a pessoa descobre a pressão alta quando se consulta por outro motivo.

Além disso, por vezes, a hipertensão ocorre de modo tão discreto que só é detectada por meio do exame Mapa 24 horas. Por isso é tão importante manter seu check-up de saúde sempre em dia.

Para aqueles que já são portadores de HAS, é preciso realizar o controle. Um dos pilares do tratamento é a alimentação, pois existem alimentos negativos e positivos para tratar a doença.

Para ajudar você a entender que alimentos são esses quais são eles, separamos, neste artigo, quais devem ser consumidos e o que retirar da dieta para manter os níveis da pressão arterial controlados. Acompanhe a leitura!

Qual é a relação entre alimentação e pressão alta?

A principal forma de ingestão de minerais, como o sódio e o potássio, é por meio da alimentação. O equilíbrio desses nutrientes é essencial para a manutenção de uma pressão arterial adequada.

Conhecidos como eletrólitos, o sódio e o potássio são responsáveis pelo transporte de água para o interior das células do nosso organismo. Além disso, têm um importante papel na condução dos impulsos nervosos e na contração muscular, inclusive, do coração.

Por isso é tão importante que as pessoas com pressão alta fiquem atentas ao que consomem. Para garantir a boa saúde, é preciso manter uma dieta balanceada, incluindo as comidas que podem ajudar a controlar a pressão, e evitando os alimentos que hipertensos não podem comer.

Quais alimentos devem ser incluídos em uma dieta para hipertensos?


Manter a pressão alta por muito tempo é bastante perigoso para a saúde. Isso porque o sangue, ao circular com muita força no sistema circulatório, causa doenças cardíacas e propicia o aparecimento de eventos perigosos para a saúde, como o infarto e o AVE — Acidente Vascular Encefálico.

Sendo assim, é muito importante prevenir o seu aparecimento ou controlar os níveis de colesterol e de sódio no sangue. A alimentação é uma grande aliada, tanto para prevenção quanto para o controle de quem já é diagnosticado com essa doença. Confira, abaixo!

Frutas

As frutas são ótimas opções para manter a alimentação saudável. Afinal, são ricas em bons nutrientes, vitaminas e antioxidantes. Além disso, algumas contêm boa oferta de potássio, o que é importante para regular a pressão arterial.

O sódio e o potássio são essenciais para a contração muscular, o que mantém o ritmo cardíaco normal. O potássio, por exemplo, exerce um efeito positivo no tônus dos vasos, regulando a pressão arterial. Além disso, outra função do sódio é atuar na retenção de líquidos, enquanto o potássio age na excreção da água.

A união dos dois promove o equilíbrio da quantidade de líquidos no organismo. Isso é fundamental para a manutenção da pressão arterial, uma vez que o sódio atua aumentando a pressão. Alguns exemplos de frutas com alto teor de potássio são:

  • banana;

  • abacate;

  • uva-passa;

  • melancia;

  • tâmaras;

  • laranja;

  • abacaxi;

  • melão.

Frutas vermelhas, como o morango, o mirtilo, a amora e a framboesa, têm um pigmento chamado antocianina, o que confere a sua cor. Sua função antioxidante ajuda a aumentar o bom colesterol, favorecendo a circulação e o controle da pressão arterial.

Legumes, grãos e alimentos integrais

Alimentos integrais e legumes são ricos em fibras. Além de ser importantes para a regulação do trânsito intestinal, elas atuam reduzindo significativamente a pressão arterial em pacientes hipertensos, por meio de um mecanismo que ainda não é totalmente conhecido.

No entanto, acredita-se que os benefícios estão relacionados com o controle do peso, visto que o consumo de fibras sacia e melhora a sensibilidade à insulina. O alto teor desse nutriente também é capaz de reduzir a absorção das gorduras pelo organismo, o que favorece o equilíbrio entre o bom colesterol bom (HDL) e o ruim (LDL).

A seguir, listamos alguns alimentos que impactam diretamente a pressão arterial de modo positivo:

  • alho: pode ser utilizado como tempero ou consumido em forma de suplementação. Rico vitamina C, tem poder antioxidante e atua na diminuição de radicais livres;

  • beterraba: pode ser consumida em sucos, saladas ou cozidas. Além de ser rico em antioxidantes, esse tubérculo contém nitrato, uma substância capaz de melhorar a dilatação das veias e o fluxo sanguíneo, melhorando a passagem do oxigênio pelo sistema circulatório;

  • couve: por meio dos seus antioxidantes, ela é capaz de reduzir a inflamação nas artérias, no coração e nos rins. Ela aparece em saladas e até em sucos verdes;

  • feijão: fonte de ferro, cálcio, proteína, fósforo etc. Pode ser preparado na dieta para hipertensos com temperos naturais, como o alho, cebola e louro verde;

Ervas

A natureza nos fornece uma série de temperos naturais, como salsinha, cebolinha, coentro, alecrim, manjericão, sálvia, louro e tomilho. Elas dão sabor ao preparo dos alimentos, reduzindo a necessidade do sal.

Ainda, muitas ervas têm ações antioxidantes, anti-inflamatórias, calmantes, cicatrizantes e antibióticas. Dessa forma, proporcionam um equilíbrio ao nosso corpo.

Aveia

Rica em fibras e proteínas, a aveia oferece uma maior saciedade, quando adicionada à dieta para hipertensos. Isso evita aquelas “beliscadas” entre as refeições, o que diminui o nível de açúcar e colesterol no sangue.


Por que os hipertensos devem procurar um médico nutrólogo?


O médico nutrólogo é o profissional que pode orientar sua rotina alimentícia, adequando um cardápio às necessidades do seu organismo. Por meio de uma avaliação corporal e exames sanguíneos, ele mede seus índices e proporções corpóreas.


A busca de um médico também auxilia na perda ou ganho de peso de forma mais saudável.


A elaboração de um plano alimentar calcula a ingestão calórica diária total do seu próprio organismo, ou seja, é desenvolvido para atender às suas necessidades nutricionais, de acordo com a sua rotina.


Portanto, o médico pode indicar uma alimentação mais personalizada, priorizando as necessidades de cada pessoa e evitando os alimentos que hipertensos não podem comer. A alimentação adequada ao paciente com hipertensão é fundamental para redução dos sintomas e manter a qualidade de vida.

Comments


bottom of page